Relato detalhado da viagem dos editores brasileiros de PR à Alemanha

31 de agosto de 2018

Entre 23 e 29 de julho de 2018 os editores brasileiros da série “Perry Rhodan”, Rodrigo de Lélis (editor-chefe) e César Maciel (editor-assistente), estiveram na Alemanha, onde visitaram a sede da editora VPM e encontraram-se com vários fãs da série. Até o momento vários relatos sobre a viagem já foram publicados na Internet, e a relação completa deles encontra-se disponível na seguinte postagem do blog:

www.cesarmaciel.wordpress.com/2018/07/31/a-viagem-dos-editores-brasileiros-de-pr-a-alemanha

Farei a seguir um relato pessoal dos momentos mais interessantes da viagem, dividindo-o de acordo com as três cidades alemãs que visitamos: Rastatt, Munique e Worms.

 

PARTE I: Rastatt

Na noite de 22 de julho de 2018, domingo, eu, Rodrigo de Lélis e seu filho, Gabriel, embarcamos num voo de Belo Horizonte para São Paulo. Após uma rápida conexão no aeroporto de Guarulhos, pegamos o voo para Frankfurt, que durou exatamente doze horas. No próprio aeroporto de Frankfurt passamos rapidamente pelo controle de imigração e pegamos um trem para Rastatt, numa viagem de quase duas horas. Lá nos hospedamos no hotel Zum Schiff, um pequeno hotel familiar que fica a poucos quarteirões da sede da VPM, a editora alemã que publica a série “Perry Rhodan”. Eu já havia me hospedado neste hotel em minha última viagem à Alemanha, em 2009, e devido à sua localização e ao preço razoável decidimos ficar nele durante todo o período da viagem. À noite passeamos um pouco pelos arredores do hotel, onde pudemos apreciar a beleza do “Residenzschloss Rastatt”, um belíssimo palácio barroco construído no início do século XVIII. Este palácio, que é uma das principais atrações turísticas da região, ficava a apenas cinco minutos de caminhada do hotel.

No outro dia, 24 de julho, fizemos um passeio mais prolongado pela cidade, andando sem pressa pelas suas principais ruas e praças. Também fizemos uma visita guiada pelo palácio, cujos inúmeros salões e aposentos são fascinantes e ainda estão incrivelmente bem preservados.

Em 25 de julho, quarta-feira, eu e Rodrigo fomos para a sede da editora VPM, onde nos reuniríamos com o editor-chefe Klaus N. Frick e a gerente de licenciamento Sabine Kropp a partir das 10:00. A princípio a reunião duraria duas horas, porém no dia anterior a Sabine havia nos avisado que, devido a um imprevisto, teríamos que finalizar tudo até às 11:00… Dessa forma fizemos a reunião em tempo recorde, apresentando-lhes a situação atual da série “Perry Rhodan” no Brasil e nossos planos futuros para a mesma até 2022 em pouco mais de uma hora. O Rodrigo havia preparado uma apresentação bastante detalhada em seu “tablet”, porém, devido ao tempo exíguo, acabamos nos concentrando apenas nos pontos principais da mesma. O Frick gostou muito da apresentação, e fez muitas anotações e perguntas durante a mesma. Ele se mostrou especialmente interessado nos detalhes da produção dos volumes brasileiros, bem como em algumas peculiaridades do mercado brasileiro de ficção científica. Ele também fez algumas sugestões bastante interessantes sobre os nossos planos de publicação, que estão sendo analisadas atualmente pela equipe editorial da SSPG.

Após o término da apresentação o editor-chefe da edição brasileira e o editor-chefe da edição alemã assinaram um novo contrato entre as editoras SSPG e VPM, o que permitirá a publicação de vários novos ciclos da série “Perry Rhodan” a partir do episódio 1000, bem como de alguns ciclos da série “Atlan”. Dessa forma a SSPG começará duas novas frentes de publicação a partir de 2019, sendo ainda possível a criação de uma terceira frente a partir de 2020. Informações mais detalhadas sobre esses novos lançamentos serão disponibilizadas no site oficial da edição brasileira (www.perry-rhodan.net.br) dentro dos próximos meses.

Após a reunião visitamos rapidamente a sala onde trabalhavam os outros membros da equipe de redação da série que estavam na VPM naquele dia: Bettina Lang, Katrin Weil, Madlen Bihr e Philine-Marie Rühmann. Em seguida fomos convidados pelo Klaus e pela Sabine para almoçar num restaurante italiano próximo da editora, onde pudemos conversar amenidades, em especial algumas curiosidades sobre o Brasil e a Alemanha. Após o almoço eles se despediram e voltaram para a VPM, pois teriam um outro compromisso importante dali a alguns minutos.

De forma geral a reunião foi muito produtiva, e percebemos mais uma vez o quanto é importante o contato pessoal durante um relacionamento de negócios de longo prazo. Apesar de mantermos contato constante com a VPM através da Internet, nada substitui uma reunião real, onde dúvidas podem ser sanadas imediatamente e relações de confiança podem ser solidificadas.

Em 26 de julho voltamos a passear pela cidade, que é bastante convidativa para longas caminhadas. Com uma população de 50.000 habitantes e uma arquitetura barroca muito bem preservada, ela é o destino turístico perfeito para quem gosta de calma e tranquilidade.

 

PARTE II: Munique

Em 27 de julho de 2018, sexta-feira, acordamos bem cedo e pegamos um trem para Munique, pois havíamos combinado de passar o dia na cidade com alguns fãs da região. A viagem estava programada para durar quatro horas, porém, devido a alguns problemas técnicos da companhia de trem, só chegamos em Munique cinco horas e meia após o embarque em Rastatt… Na chegada à estação central de Munique nos encontramos com Christina Hacker (a editora-chefe da revista “SOL”), seu marido Wilfried e Ekkehardt Brux, um membro do fã-clube SFCU (Science Fiction Club Universum). Em seguida passamos toda a tarde caminhando pela cidade, que é uma grande metrópole com mais de um milhão de habitantes e uma mistura curiosa de construções históricas (barrocas e medievais) e prédios mais modernos, construídos nas últimas décadas. O motivo para esta discrepância foram as decisões tomadas pelos pilotos dos bombardeiros aliados na Segunda Guerra Mundial, que, desobedecendo ordens diretas, tentaram preservar as construções de maior valor histórico e cultural durante suas missões em território alemão, especialmente nos meses finais da guerra.

Em nossa caminhada conhecemos a região central da cidade, especialmente a praça central, com construções medievais belíssimas, e o “Jardim Inglês”, uma imensa área verde com extensos lagos e gramados. Como durante todo o mês de julho a Europa foi assolada por uma onda de calor histórica, com temperaturas de até 37 graus, durante o passeio pelo parque ficamos um bom tempo conversando à beira de um rio, onde o calor era bem menos intenso. Como curiosidade, a cidade estava cheia de turistas de todas as partes do mundo, e tanto no parque como em algumas ruas centrais era até difícil caminhar às vezes devido à grande aglomeração de pessoas…

Durante todo o passeio conversamos bastante sobre a série “Perry Rhodan”, já que Christina e Ekkehardt escrevem artigos e resumos regularmente para a revista “SOL” e o fanzine “Exterra”, duas importantes publicações alemãs sobre a série. No final da tarde nos sentamos numa mesa ao ar livre de um restaurante, onde trocamos vários materiais sobre a série. Eu e Rodrigo presenteamos a Christina com vários exemplares da série em português, enquanto a Christina nos passou alguns exemplares da edição mais recente da “SOL”, que contém artigos sobre o histórico editorial de “Perry Rhodan” em diversos países, inclusive o Brasil. Também recebemos de Ekkehardt os livros oficiais de duas edições da Garching Con, uma das mais importantes convenções alemãs sobre a série, que ocorre a cada dois anos. Ficamos positivamente impressionados tanto com a revista, que é interessante e muito bem diagramada, como com os livros, que contêm dezenas de artigos sobre a série. Em seguida, já no início da noite, voltamos para a estação central, onde nos despedimos e embarcamos de volta a Rastatt. Naquele momento estávamos muito cansados, porém extremamente satisfeitos devido ao agradável passeio e aos novos amigos que conhecemos.

 

PARTE III: Worms

Em 28 de julho de 2018, sábado, acordei cedo e peguei o trem para Worms, onde eu me encontraria com alguns membros do fã-clube da cidade de Mannheim. Como o Rodrigo tinha que revisar um dos próximos livros que seriam publicados pela SSPG, ele decidiu ficar no hotel, trabalhando em seu computador. Dessa forma fui sozinho, e após pouco mais de uma hora e meia de viagem cheguei à estação central de Worms, onde me encontrei com o fã Gerhard Huber e sua esposa Andrea. Outro fã da série, chamado Andreas, também me aguardava na estação, e logo em seguida começamos a passear pela cidade, que tem belíssimos monumentos dedicados a Martinho Lutero, que viveu parte de sua vida na região. A cidade também tem inúmeras estátuas que fazem referência a personagens e situações da Canção dos Nibelungos, um poema épico medieval muito conhecido na Alemanha que conta uma história fantástica sobre reis, cavaleiros e dragões que teria se passado na região de Worms há cerca de mil anos. Após algum tempo uma outra fã de “Perry Rhodan” da região, chamada Sabine, juntou-se a nós.

Durante o dia andamos bastante pela cidade, e durante todo o tempo o Gerhard me contou curiosidades históricas sobre cada lugar por onde passávamos: a esquina onde Lutero fez um discurso famoso, a casa onde Ricardo Coração de Leão ficou aprisionado, uma muralha e uma ponte construídas pelo Império Romano, a igreja que estava completando mil anos (ano de construção: 1018), o mais antigo cemitério judeu da Europa… Fiquei impressionado com o cuidado que os alemães têm em preservar sua história, que é incrivelmente rica. E eles se surpreenderam bastante quando eu disse que o Brasil tinha metade da idade da igreja principal da cidade…

No final da tarde nos sentamos num bar à beira do rio Reno, onde ficamos um longo tempo conversando sobre a série “Perry Rhodan” e o Brasil. Eles se surpreenderam com várias informações que lhes passei sobre o histórico da edição em português da série, bem como algumas estatísticas da crise econômica atual do Brasil. É curioso perceber que todos os fãs que encontrei na viagem não conheciam praticamente nada sobre a América do Sul, que para eles é apenas uma região distante e misteriosa… O Andreas ficou especialmente curioso sobre a cultura pop no Brasil, perguntando-me se temos acesso aos mesmos filmes, desenhos e seriados de TV que passam na Europa. Enquanto respondia suas perguntas percebi claramente que o Brasil é muito mais influenciado pela cultura pop norte-americana do que pela europeia… Também entreguei para o Gerhard dois exemplares da série em português, enquanto ele me presenteou com duas obras suas: o episódio 2574 da série “Perry Rhodan”, que contém um conto de sua autoria, e o episódio 346 da série futurista de horror “Maddrax”, co-escrito por ele.

No final da tarde voltamos para a estação central, onde me despedi dos meus novos amigos e embarquei de volta a Rastatt. Apesar do calor intenso, este foi mais um passeio extremamente agradável, e espero poder retornar à cidade futuramente para rever meus novos amigos.

 

PARTE FINAL: O retorno ao Brasil

Em 29 de julho de 2018, domingo, após exatamente uma semana de viagem, finalmente saímos do hotel e pegamos um trem para Frankfurt, de onde regressamos ao Brasil. O balanço final da viagem, que começou a ser planejada no início de 2017, foi bastante positivo, pois não só conseguimos atingir todos os nossos objetivos como também fizemos ótimas amizades. Apesar do calor intenso, do alto custo (cerca de dez mil reais por pessoa) e do cansaço inerente à viagem em si (especialmente os longos voos de ida e volta e as várias viagens de trem), chegamos à conclusão de que devemos visitar a Alemanha com mais frequência, talvez a cada três ou quatro anos, no máximo. Somente o contato pessoal com a equipe de redação da série e todos os fãs que tivemos o prazer de conhecer já vale todo o esforço.

 

OBSERVAÇÃO: Devido a alguns problemas técnicos, só conseguirei acrescentar algumas fotos da viagem a esta postagem daqui a alguns dias.

A viagem dos editores brasileiros de PR à Alemanha

31 de julho de 2018

Entre 23 e 29 de julho de 2018 os editores brasileiros da série “Perry Rhodan”, Rodrigo de Lélis (editor-chefe) e César Maciel (editor-assistente), estiveram na Alemanha, onde visitaram a sede da editora VPM e encontraram-se com vários fãs da série. Até o momento três relatos sobre a viagem já foram publicados na Internet:

www.perry-rhodan.blogspot.com/2018/07/besuch-aus-brasilien_25.html (relato do redator-chefe da série alemã, Klaus N. Frick, sobre a visita dos editores brasileiros à sede da editora VPM)

www.christina-hacker.de/2018/07/brasilianische-hitze (relato da editora-chefe da revista “SOL”, Christina Hacker, sobre a visita dos editores brasileiros à cidade de Munique)

www.perry-rhodan.net.br/loja/index.php?route=pavblog/blog&id=137 (relato do editor-chefe da edição brasileira, Rodrigo de Lélis, sobre a visita à VPM)

Como dois dos relatos estão em alemão, os fãs brasileiros podem tentar lê-los com a ajuda de serviços de tradução automática, como o tradutor do Google. Dentro das próximas semanas será publicado neste blog um relato detalhado de toda a viagem em português.

ATUALIZAÇÃO (10/08/18): Mais dois relatos foram publicados na Internet:

www.perry-rhodan-stammtisch-mannheim.blogspot.com/2018/08/unterwegs-mit-gucky-25-drachen-statt.html (relato de Gerhard Huber, membro do fã-clube de “Perry Rhodan” da cidade de Mannheim, sobre a visita do editor-assistente César Maciel à cidade de Worms)

www.christina-hacker.de/2018/08/ein-sternenhimmelbanner (relato de Christina Hacker sobre algumas curiosidades históricas e astronômicas da bandeira brasileira)

A publicação de um artigo sobre a edição brasileira de PR na revista alemã “SOL”

30 de junho de 2018

Em 1995 foi criada na Alemanha a Central de Fãs de “Perry Rhodan” (“Perry Rhodan FanZentrale”, ou PRFZ), que é considerada o fã-clube oficial da série “Perry Rhodan” (www.prfz.de). Administrado por fãs mas contando com o apoio oficial da editora VPM, o PRFZ publica trimestralmente o fanzine semiprofissional “SOL”, uma revista inteiramente dedicada ao universo rhodaniano. O clube tem atualmente cerca de 1.000 membros, que pagam uma anuidade de 28 euros (36 euros para quem mora no exterior) para receber as edições da “SOL” e mais alguns benefícios, como descontos em convenções e em outras publicações do clube. O PRFZ também tenta coordenar as atividades dos outros fã-clubes alemães, austríacos e suíços da série, apoiando seus eventos e divulgando notícias de interesse geral dos fãs.

Em maio de 2018 foi lançado o número 90 da revista “SOL”, que teve como tema principal “‘Perry Rhodan’ em outros países”. Fãs do Brasil, do Japão, da França e dos EUA escreveram artigos para a revista, nos quais descreveram o histórico e a situação atual de algumas das edições estrangeiras da série. O artigo sobre o Brasil foi escrito pelo autor deste blog em colaboração com os fãs Orlando Souza, Raul Habesch e Manuel Luques, além do editor-chefe da edição brasileira da série, Rodrigo de Lélis. Este artigo já está disponível (em português, inglês e alemão) em meu diretório virtual, e gostaria de agradecer imensamente à editora-chefe da revista “SOL”, Christina Hacker, pela autorização para a divulgação do texto em alemão, que possui a mesma formatação e as mesmas imagens do artigo publicado na revista.

SOL90_cover_small

Capa da revista “SOL” nº 90

Para divulgar as atividades do clube, o PRFZ disponibiliza um exemplar de amostra da revista “SOL” no formato PDF em seu site oficial (www.prfz.de/probeheft.html), e exemplares impressos podem ser adquiridos por nove euros (mais despesas de envio) através do seguinte endereço:

www.prfz.de/shop-sol-magazin/sol-90.html

O lançamento do ciclo “Os Antigos Mutantes” pela SSPG

31 de maio de 2018

Em 5 de maio de 2018 a editora SSPG publicou “As Vozes da Agonia”, o episódio 570 da série “Perry Rhodan”. Esta história é a primeira do ciclo “Os Antigos Mutantes”, que possui duas peculiaridades: foi o primeiro “miniciclo” da série, com apenas trinta episódios, e o primeiro ciclo concebido por outros autores da série, já que o coordenador-geral da mesma na época, Karl-Herbert Scheer, teve que se afastar temporariamente dos trabalhos de planejamento dos ciclos para cuidar de problemas crônicos de saúde. Dessa forma o ciclo foi criado e planejado por Hans Kneifel, H.G. Ewers e William Voltz, que decidiram interromper o ciclo “O Enxame” antes do previsto (originalmente ele iria até o episódio 599) para iniciar um miniciclo que mostraria aos leitores mais detalhes sobre o dia-a-dia dos habitantes do Império Solar, algo que era muito pedido pelos leitores na época.

PR570-Digital-Capa-400x400

Capa do episódio 570, “As Vozes da Agonia”

Para promover o lançamento de “As Vozes da Agonia” e divulgar o início da publicação do ciclo “Os Antigos Mutantes”, a editora SSPG divulgou os seguintes textos:

– Apresentação do episódio 570, “As Vozes da Agonia”:

Oito meses após o fim da crise causada pela passagem do Enxame pela Via Láctea, as condições no Sistema Solar e no restante da Galáxia estão praticamente normalizadas. No entanto, para Perry Rhodan, a situação não é nada tranquilizadora. Além de enfrentar acusações e severas críticas em meio à campanha para eleição de Administrador-Geral, ele se vê diante de um novo risco à Humanidade quando uma nave Explorer regressa à Terra e traz a bordo um misterioso ocupante alienígena…

– Apresentação do ciclo “Os Antigos Mutantes” (episódios 570 a 599), o 9º ciclo da série “Perry Rhodan”:

As “Vozes da Agonia” escravizam o povo dos asporcos e colocam em risco a Humanidade. Para tentar resolver a crise causada pela misteriosa influência parapsíquica, Perry Rhodan e o Exército de Mutantes encontram-se com os paramags e defendem o Sistema Solar dos seus ataques de antimatéria. O metal TEP é descoberto. Rhodan enfrenta uma forte oposição entre os humanos, e seu posto na liderança do Império Solar é colocado em xeque.

No site oficial da edição brasileira da série (www.perry-rhodan.net.br) é possível adquirir tanto a edição impressa publicada pela SSPG entre 2001 e 2007 (episódios 650 a 847) como a nova edição eletrônica, que começou a ser publicada em 2014. Mensalmente são lançados oito “e-books”, sendo quatro inéditos (a partir dos episódios 537 e 848) e quatro referentes a histórias já publicadas pela SSPG, porém disponíveis até então apenas na forma impressa (a partir do episódio 650).

A conclusão do ciclo “O Enxame” pela SSPG

30 de abril de 2018

Em outubro de 1991 a editora Ediouro decidiu cancelar a edição brasileira da série “Perry Rhodan”, após publicar 536 episódios num espaço de dezesseis anos (entre 1975 e 1991). O principal motivo para o cancelamento foram as baixas vendas, ocasionadas pela recessão provocada pelo Plano Collor, que tentou inutilmente acabar com a hiperinflação que assolava o país na época. Dessa forma os fãs da série nunca puderam ler o restante do ciclo “O Enxame”, que somente terminaria no episódio 569…

Em novembro de 2015, vinte e quatro anos após o cancelamento da edição brasileira “clássica” da série, a editora SSPG finalmente começou a publicar o restante do ciclo “O Enxame” a partir do episódio 537, intitulado “A Bordo da Marco Polo”. Inicialmente com uma periodicidade mensal, em fevereiro de 2018 o ciclo passou a ser publicado quinzenalmente, e recentemente, em 20 de abril de 2018, a editora finalmente publicou o último episódio do ciclo, intitulado “O Exército dos Cappins”. Dessa forma esta antiga lacuna foi totalmente preenchida, e agora os fãs brasileiros da série “Perry Rhodan” podem conhecer esse fascinante ciclo em sua totalidade.

Após o término do ciclo “O Enxame” a SSPG começará a publicar o ciclo “Os Antigos Mutantes” (episódios 570 a 599), que deverá ser concluído em meados de 2019. Na sequência virá o ciclo “Xadrez Cósmico” (episódios 600 a 649), que está programado para ser concluído no final de 2021. Dessa forma espera-se que a extensa lacuna existente entre a edição da Ediouro (episódios 1 a 536) e a da SSPG (a partir do episódio 650) seja totalmente preenchida ainda em 2021, ano no qual provavelmente será comemorada a publicação da milésima história de “Perry Rhodan” em língua portuguesa.

Atualmente a SSPG tem três frentes de publicação ativas da série, todas no formato digital:

– Ciclo “Os Castelos Cósmicos” (histórias inéditas): dois episódios por mês. Episódio mais recente: 938 (“Armada dos Orbitantes”).
– Ciclo “Bardioc” (reedições): quatro episódios por mês. Episódio mais recente: 817 (“Representante do Mal”).
– Ciclo “O Enxame” (histórias inéditas): dois episódios por mês. Episódio mais recente: 569 (“O Exército dos Cappins”).

Todos os episódios da série já publicados pela editora SSPG podem ser adquiridos através do site oficial da edição brasileira de “Perry Rhodan” (www.perry-rhodan.net.br).

“Perry Rhodan Olimpo”, a nova minissérie de PR

31 de março de 2018

Em 12 de janeiro de 2018 começou a ser publicada na Alemanha a minissérie “Perry Rhodan Olimpo”. Concebida pela escritora Susan Schwartz, uma das mais renomadas autoras da série “Perry Rhodan”, esta minissérie terá doze episódios, será publicada quinzenalmente e contará uma história independente, porém ligada tematicamente ao universo rhodaniano. O primeiro episódio da série se chama “Mistério” e foi escrito pela própria Susan Schwartz. A editora VPM divulgou as seguintes informações sobre o conteúdo da minissérie:

Olimpo é o mundo central dos livre-mercadores, sendo um planeta voltado há milhares de anos para a economia e o comércio. Situado no sistema da estrela Boscyk, ele está a 6.309 anos-luz de distância da Terra, num braço espiral pobre de estrelas do setor oriental da galáxia. A capital de Olimpo, Trade City, uma metrópole com cinquenta milhões de habitantes, governa todo o reino estelar conhecido como Complexo de Olimpo. Um dos planetas deste pequeno reino estelar é Shoraz, um mundo gelado do tamanho de Marte. No ano 1550 do Novo Calendário Galático é descoberto no planeta um arquivo de um império há muito desaparecido, o que atrai a atenção de inúmeros cientistas e pesquisadores de toda a galáxia. Entre eles está Sichu Dorksteiger, a esposa de Perry Rhodan. Contudo ela faz um descoberta surpreendente no arquivo, o que faz com que Shoraz seja subitamente isolado do restante do universo por uma frota de naves desconhecidas. Isso leva Perry Rhodan a tentar chegar secretamente ao planeta para resgatar sua esposa, porém rapidamente ele percebe que os mistérios do passado tornarão sua missão muito mais perigosa do que ele havia imaginado…

414px-PROL01

Assim como as minisséries anteriores (“Perry Rhodan Stardust”, “Perry Rhodan Árcon”, “Perry Rhodan Júpiter” e “Perry Rhodan Terminus”) e a própria série principal de “Perry Rhodan”, “Perry Rhodan Olimpo” está sendo publicada em três formatos: livro tradicional, livro eletrônico e audiolivro. Devido ao sucesso das minisséries anteriores, é provável que a partir de agora novas minisséries sejam publicadas regularmente, ou seja, pelo menos uma vez por ano.

Novidades sobre a Perrypedia e a Stardust Page

28 de fevereiro de 2018

Em 2004 um grupo de fãs alemães criou a Perrypedia, uma enciclopédia virtual livre e aberta sobre a série “Perry Rhodan” (www.perrypedia.proc.org). Em pouco tempo ela se tornou uma referência fundamental não só para os fãs da série, mas também para os seus próprios autores e editores. Atualmente ela possui quase 41.000 artigos, sendo uma fonte aparentemente inesgotável de informações sobre o universo rhodaniano.

Contudo, pelo fato do projeto ser em língua alemã, até agora os fãs de outros países tinham dificuldade para acessá-lo. Apesar de serviços de tradução automática poderem ser utilizados manualmente, não era muito prático navegar pelo site dessa forma. Para ajudar os fãs internacionais, os administradores da Perrypedia incorporaram recentemente em cada página da enciclopédia um conjunto de bandeiras correspondentes às línguas faladas nos países onde a série é editada atualmente: português, francês, japonês, holandês, tcheco e inglês (embora a série não seja publicada atualmente em língua inglesa, esta opção foi disponibilizada devido à grande importância internacional do idioma). Agora tornou-se muito mais simples navegar pelo site e ler os artigos em outras línguas, embora a tradução automática do alemão para o português ainda tenha uma qualidade mediana.

Para os fãs brasileiros que preferem acessar diretamente uma enciclopédia sobre “Perry Rhodan” em português, o mês de fevereiro de 2018 trouxe-lhes uma ótima notícia: o relançamento da Stardust Page (www.stardust.com.br), uma enciclopédia da série totalmente em português. Lançada originalmente por Rodrigo de Lélis em 1998, que na época era apenas um fã da série, o site deixou de ser atualizado em 2001, quando ele se tornou o editor-chefe da nova edição da série no Brasil. Agora, duas décadas após seu lançamento original, a Stardust Page foi relançada, só que num formato um pouco mais próximo da Perrypedia, o que facilita bastante o processo de criação e atualização dos artigos sobre a série. Embora o site tenha sido relançado com uma boa quantidade de materiais, incluindo informações básicas sobre todos os 41 ciclos e 2.950 episódios da série, o Rodrigo anunciou que nos próximos meses centenas de resumos e artigos serão gradativamente acrescentados ao site. Dessa forma é possível que a Stardust Page volte a ter no futuro o mesmo papel que teve no final dos anos 90, quando era uma referência fundamental para os fãs brasileiros de “Perry Rhodan”.

A participação da SSPG no Start 2018

20 de janeiro de 2018

Desde 2001 a SSPG tem participado regularmente de eventos de ficção científica e fantasia, especialmente nas cidades de São Paulo e Campinas. Nos últimos anos temos comparecido a um ou dois eventos por ano, nos quais montamos estandes com os livros e produtos da série “Perry Rhodan”. Ocasionalmente também profiro palestras sobre a série, nas quais apresento o fenômeno “Perry Rhodan” para o público presente (o material que tradicionalmente utilizo nas palestras encontra-se em meu diretório virtual).

O próximo evento do qual participaremos será o “Start 2018”, que ocorrerá na cidade de São Paulo em 27 de janeiro de 2018. O evento terá a participação de dezenas de empresas e fã-clubes que vendem e divulgam produtos ligados a vários universos ficcionais de ficção científica, fantasia e horror, como “Jornada nas Estrelas”, “Harry Potter”, “O Senhor dos Anéis” e “Supernatural”, além de diversos seriados japoneses. As empresas divulgarão suas novidades e seus lançamentos para 2018, e durante todo o evento haverá exposição de fã-clubes e uma feira para a venda dos produtos.

A SSPG montará um estande dedicado à série “Perry Rhodan”, e estaremos disponíveis durante todo o evento para conversar pessoalmente com os fãs sobre qualquer assunto relacionado à série. Também estarão presentes no estande os fãs Orlando Souza, Manuel Luques e Raul Habesch, responsáveis pelos sites “Perry Rhodan – Universos Paralelos” (www.perryrhodan-universosparalelos.blogspot.com), “Perry Rhodan – Missão Stardust” (www.missaostardust.blogspot.com.br) e “Diário Perry” (www.diarioperry.blogspot.com.br). Esses três fãs paulistanos têm montado estandes sobre a série “Perry Rhodan” em eventos de ficção científica desde 2012, e nos sites supracitados há fotos, vídeos e informações gerais sobre suas atividades.

23730620_10211688953913594_1925754503_o

Materiais utilizados pelos fãs Orlando, Manuel e Raul para promover a série “Perry Rhodan” em eventos de ficção científica

O evento, cuja programação completa encontra-se em seu site oficial (www.start2018.com.br), será realizado das 10:00 às 21:00 no espaço de eventos Osaka Naniwa Kai (Avenida Domingos de Morais, 1581 – Vila Mariana). A entrada é franca.

ATUALIZAÇÃO (28/02/18): Já estão disponíveis na Internet algumas galerias de imagens do evento, como a do Manuel Luques (www.flickr.com/photos/152326892@N02/sets/72157690035888692). O Manuel também divulgou o vídeo da minha palestra no evento, que durou cerca de meia hora (www.youtube.com/watch?v=yhgQlmLHBWQ).

“Mirona”, o novo ciclo de “Perry Rhodan Neo”

31 de dezembro de 2017

Em 17 de novembro de 2017 foi publicado na Alemanha o episódio 161 da série “Perry Rhodan Neo”, intitulado “Fator I”. Escrito conjuntamente pelas autoras Michelle Stern e Madeleine Puljic, este livro conta a história de Anathema di Cardelah, também conhecida como Mirona Thetin ou Fator I, a bela e misteriosa líder dos lendários senhores da galáxia, os tirânicos governantes da galáxia Andrômeda. Esse volume dá início ao ciclo “Mirona”, que abrangerá os episódios 161 a 170 de “Perry Rhodan Neo” e será uma continuação direta do ciclo anterior, “A Segunda Galáxia” (episódios 151 a 160).

PRNEO161_Cover-711x1024

O prólogo de “Fator I” apresenta aos leitores os principais acontecimentos de “Perry Rhodan Neo” até o momento de forma bem resumida:

No ano 2036 o astronauta Perry Rhodan descobre uma espaçonave alienígena na Lua, o que abre para a Humanidade o caminho para as estrelas. Durante a exploração da Via Láctea os seres humanos encontram-se com várias raças alienígenas, e ao longo dos anos há alguns progressos e inúmeros contratempos. Em 2051 a Terra torna-se inabitável, enquanto bilhões de pessoas são transferidas para um local desconhecido.

Logo os terranos descobrem que a chave para esses acontecimentos encontra-se na galáxia Andrômeda. É para lá que Perry Rhodan ruma com a Fernão de Magalhães, a nave mais moderna da Humanidade. No início de 2055 a Magalhães chega ao seu destino, onde a tripulação descobre a existência dos senhores da galáxia, seres misteriosos que controlam Andrômeda com mão de ferro.

O arcônida Atlan consegue entregar a Rhodan um arquivo holográfico que contém informações preciosas: a biografia do Fator I dos senhores da galáxia, cuja história começou há mais de 50.000 anos…

Maiores informações sobre a série “Perry Rhodan Neo” encontram-se disponíveis na seguinte postagem do blog:

www.cesarmaciel.wordpress.com/2017/06/30/o-inicio-da-terceira-epoca-da-serie-perry-rhodan-neo

A nova pesquisa de opinião da SSPG sobre o futuro de PR no Brasil

30 de novembro de 2017

No segundo semestre de 2002 a editora SSPG fez uma pesquisa de opinião com os fãs brasileiros da série “Perry Rhodan” para coletar informações que ajudaram-na a definir os rumos futuros da série no Brasil. Os resultados desta pesquisa foram divulgados no volume duplo 682/683, publicado em janeiro de 2003. Agora, quinze anos depois, a editora decidiu fazer uma nova pesquisa, que tem como objetivo coletar informações que possam ajudá-la a definir os rumos da edição digital brasileira da série a partir do segundo semestre de 2018. O questionário da pesquisa, que está disponível no site oficial da edição brasileira de “Perry Rhodan” (www.perry-rhodan.com.br), poderá ser respondido até 31 de dezembro de 2017, e espera-se que os resultados finais sejam divulgados no início de 2018.

A pesquisa, que só pode ser respondida pelos leitores que já possuem uma conta na loja virtual do site oficial, é composta pelas seguintes perguntas:

1) Qual sua opção preferida de série derivada de “Perry Rhodan”?
2) Qual sua opção preferida de ciclo adicional de “Perry Rhodan”?
3) Quantos episódios ao todo você conseguiria comprar por mês?
4) Qual o tipo de dispositivo em que você costuma ler a série?
5) Qual o formato de arquivo em que você costuma ler a série?

A editora SSPG também anunciou recentemente que pretende aumentar a periodicidade de duas frentes atuais de publicação da série (ciclos “O Enxame” e “Os Castelos Cósmicos”) ainda no primeiro semestre de 2018, além de estar analisando a possibilidade de começar a publicar no Brasil o ciclo que terá início no episódio 3000, que será publicado na Alemanha a partir de março de 2019.