O início da “quarta época” da série “Perry Rhodan Neo”

31 de maio de 2019

Em 17 de maio de 2019 foi publicado na Alemanha o episódio 200 da série “Perry Rhodan Neo”, intitulado “O Homem de Vidro”. Escrito conjuntamente pelos autores Rüdiger Schäfer e Rainer Schorm, este livro narra a chegada de um estranho alienígena ao planeta Olimpo, bem como as atividades suspeitas de Iratio Hondro, o governante do planeta colonial Plofos. Esse volume dá início à “quarta época” da série, marcada pela expansão e consolidação da União Solar, o grupo de planetas formado pela Terra e por suas colônias extrassolares. Ele também é a primeira história do ciclo “A União Solar”, que abrangerá os episódios 200 a 209 da série.

Neo200

A lista abaixo contém os nomes de todos os ciclos de “Perry Rhodan Neo” publicados até agora, bem como os autores responsáveis pelo seu planejamento:

– “Primeira época”, de 2036 a 2037 (coordenador-geral: Frank Borsch)

1) Visão Terrânia (episódios 1 a 8)
2) Expedição a Vega (episódios 9 a 16)
3) O Enigma Galático (episódios 17 a 24)
4) Avanço para Árcon (episódios 25 a 36)
5) O Grande Império (episódios 37 a 48)
6) Árcon (episódios 49 a 60)
7) Epetran (episódios 61 a 72)
8) Protetorado Terra (episódios 73 a 84)
9) Campo de Batalha Terra (episódios 85 a 100)

– “Segunda época”, de 2049 a 2051 (coordenadores-gerais: Rüdiger Schäfer e Michael H. Buchholz)

10) Os Metanitas (episódios 101 a 110)
11) Os Pos-Bis (episódios 111 a 120)
12) O Fim de Árcon (episódios 121 a 130)
13) Os Senhores dos Sóis (episódios 131 a 140)
14) Meteora (episódios 141 a 150)

– “Terceira época”, de 2055 a 2058 (coordenadores-gerais: Rüdiger Schäfer e Rainer Schorm)

15) A Segunda Galáxia (episódios 151 a 160)
16) Mirona (episódios 161 a 170)
17) Os Blues (episódios 171 a 180)
18) A Aliança (episódios 181 a 190)
19) As Bestas-Feras (episódios 191 a 199)

– “Quarta época”, a partir de 2088 (coordenadores-gerais: Rüdiger Schäfer e Rainer Schorm)

20) A União Solar (episódios 200 a 209)

Maiores informações sobre a série “Perry Rhodan Neo” encontram-se disponíveis na seguinte postagem do blog:

www.cesarmaciel.wordpress.com/2017/06/30/o-inicio-da-terceira-epoca-da-serie-perry-rhodan-neo

O lançamento das aventuras temporais de Atlan pela SSPG

30 de abril de 2019

Em 20 de abril de 2019 a editora SSPG publicou “No Berço da Humanidade”, o primeiro volume do ciclo das “aventuras temporais” de Atlan. Este ciclo é formado por treze livros de capa dura que contam as aventuras de Atlan no passado da Terra. Publicados na Alemanha entre 1992 e 1998, esses volumes são compilações editadas e revisadas de sessenta romances planetários que contam as aventuras de Atlan na Terra, desde o ano 7888 a.C. até o ano 1973 d.C. Devido ao grande número de páginas de cada livro original, a SSPG dividirá cada volume em quatro episódios individuais, o que contribuirá para diminuir o preço de venda de cada “e-book” em português. Os episódios das “aventuras temporais” serão lançados mensalmente.

Após a publicação desse ciclo, a SSPG dará continuidade à coleção dos “volumes azuis”, que é formada ao todo por 45 volumes de capa dura, divididos em três ciclos:

– Ciclo I, “As Aventuras Temporais” (volumes 1 a 13, publicados entre 1992 e 1998): compilação de 60 romances planetários, escritos por Hans Kneifel e publicados entre 1968 e 1992, que contam as aventuras de Atlan na Terra, desde o ano 7888 a.C. até o ano 1973 d.C.

– Ciclo II, “A Trilogia de Árcon” (volumes 14 a 16, publicados entre 1999 e 2000): três volumes originais, escritos por Rainer Castor, que narram os quatro primeiros anos (2044 a 2048) do reinado do Imperador Gonozal VIII – o arcônida imortal Atlan – sobre o Império Arcônida.

– Ciclo III, “O Príncipe de Cristal” (volumes 17 a 45, publicados entre 2000 e 2014): compilação de 160 episódios da série “Atlan”, publicados entre 1973 e 1977, que mostram a juventude de Atlan em Árcon durante um período conturbado da história arcônida, que ocorreu entre os anos 8024 a.C. e 8020 a.C.

Para promover o lançamento de “No Berço da Humanidade” e divulgar o início da publicação do ciclo “As Aventuras Temporais”, a editora SSPG divulgou os seguintes textos:

– Apresentação do episódio 1, “No Berço da Humanidade”:

Após emergir da sua cúpula submarina na Terra, no ano 2040, Atlan, o arcônida imortal, tornou-se um dos mais valorosos defensores da Humanidade e grande amigo de Perry Rhodan – o terrano que abriu as portas da evolução cósmica para os seres humanos. Desde os seus primeiros dias ao lado de Rhodan e sua equipe, ele revelou a surpreendente história da colônia da Atlântida e sua derrocada dez mil anos atrás, causada por um ataque de forças alienígenas.

Em decorrência desse ataque, o arcônida viu-se abandonado na Terra pré-histórica, sem vislumbrar alguma possibilidade imediata de retornar à sua pátria.

Assim, ele decide se recolher à cúpula submarina restante da Atlântida, de onde pretende voltar ocasionalmente à superfície para observar se a Humanidade já lhe oferece uma oportunidade de contatar o seu mundo natal.

Após uma longa espera em sono profundo, o arcônida é despertado pela primeira vez por eventos inesperados, que o levam a um contato com os humanos primitivos que lutam pela sua sobrevivência no berço da Humanidade…

AT0001-Digital-Capa-400x400

Capa do episódio 1, “No Berço da Humanidade”

– Apresentação do ciclo “As Aventuras Temporais”:

Após o afundamento da Atlântida há dez mil anos, Atlan, o arcônida imortal, se recolhe à sua cúpula submarina e emerge de tempos em tempos para encontrar uma forma de retornar ao seu planeta natal. Em meio a isso, ele defende o planeta Terra de ameaças vindas do espaço sideral, acompanha e incentiva secretamente a evolução da Humanidade e trava contato com importantes personagens e eventos históricos da Terra.

Com este lançamento a SSPG passa a ter quatro frentes de publicação ativas das séries “Perry Rhodan” e “Atlan”, todas no formato digital:

– Ciclo “As Aventuras Temporais”: um episódio por mês. Episódio mais recente: 1 (“No Berço da Humanidade”).
– Ciclo “Os Tolkandenses”: um episódio por mês. Episódio mais recente: 1803 (“O Gigante Schimbaa”).
– Ciclo “Os Castelos Cósmicos”: quatro episódios por mês. Episódio mais recente: 981 (“Ajudantes dos Cosmocratas”).
– Ciclo “Os Antigos Mutantes”: dois episódios por mês. Episódio mais recente: 593 (“A Guerra Metapsiquica”).

Todos os episódios das séries “Perry Rhodan” e “Atlan” já publicados pela editora SSPG podem ser adquiridos através do site oficial da edição brasileira de “Perry Rhodan” (www.perry-rhodan.net.br).

“Perryversum”, o canal de vídeos sobre PR de Ben Calvin Hary

31 de março de 2019

Em fevereiro de 2018 o escritor alemão Ben Calvin Hary começou um canal de vídeos no YouTube dedicado exclusivamente à série “Perry Rhodan”. Intitulado “Perryversum”, o canal já tem dezenove vídeos, que são curtos (normalmente entre cinco e dez minutos) porém bastante interessantes. O autor começou o canal a pedido da redação da série “Perry Rhodan”, que gostaria de apresentar a série para os leitores de uma forma mais moderna e dinâmica. Apesar dos vídeos estarem em alemão, é possível acompanhar a temática de vários deles apenas pelas imagens mostradas, que ajudam a ilustrar a fala do narrador.

Aqui estão algumas das temáticas abordadas nos vídeos do canal:

– Os bastidores da criação da série
– Resumos dos ciclos da série
– As melhores capas da série
– Reportagens sobre convenções alemãs dedicadas à série (inclusive a do lançamento do episódio 3000)
– Comentários sobre o filme da série dos anos sessenta
– Dicas de leitura para novos fãs (informações básicas sobre a série e “por onde começar a ler”)
– Entrevistas com autores
– Guia de pronúncia dos nomes da série

O canal está disponível no seguinte endereço:

www.youtube.com/playlist?list=PLpIex_IFhfVpMkrLeQFbv9-V-BAqzgaMZ

Ben Calvin Hary é colaborador da “SOL”, a revista do fã-clube oficial da série, e já escreveu para as séries de fãs “Dorgon” e “Edição de Fãs”. Ele também é autor de um episódio da minissérie “Perry Rhodan Árcon”, que foi publicada em 2016. Além de suas atividades junto à série “Perry Rhodan”, nos últimos anos ele também escreveu vários episódios da série futurista de horror “Maddrax”, que recentemente ultrapassou a marca das 500 histórias publicadas na Alemanha.

O lançamento do episódio 3000 de PR

28 de fevereiro de 2019

Em 15 de fevereiro de 2019 foi publicado na Alemanha o episódio 3000 da série “Perry Rhodan”, intitulado “Mito Terra”. Algumas informações preliminares sobre este histórico volume encontram-se disponíveis na seguinte postagem do blog:

www.cesarmaciel.wordpress.com/2018/11/30/as-primeiras-informacoes-sobre-o-episodio-3000-de-pr

20190220204947!PR3000

A capa do episódio 3000

A história de “Mito Terra” começa com a nave-capitânia de Perry Rhodan, a Ras Tschubai, retornando de uma importante missão: a busca pela solução do problema gerado pelo surgimento do “Fogo Cósmico”, um fenômeno que havia sido previsto pelo Tribunal Atópico e que ameaçava aniquilar toda a vida na galáxia. Correndo contra o tempo, Perry Rhodan e seus companheiros encontraram a solução para o problema no planeta Peregrino, que havia sido ocupado por uma força estranha. Porém, ao sair do planeta, a nave atravessou um campo de distorção temporal que a atirou 493 anos no futuro. Dessa forma a nave decolou de Peregrino no ano 1552 do Novo Calendário Galático e chegou ao espaço no ano 2045 NCG. Nesses quase cinco séculos, muita coisa mudou: Peregrino desapareceu, assim como a própria Terra, e todos os registros históricos afirmam que o planeta natal dos terranos nunca existiu, sendo apenas um mito. A Via Láctea é dominada pelos cairanenses, que desde o início da “Época Cairanense” impuseram uma paz forçada a todos os povos da Via Láctea. A navegação espacial é fortemente controlada por eles, e muitas naves utilizam uma rede de transmissores de matéria que atravessa quase toda a galáxia. Os seres humanos ainda existem, porém estão espalhados por centenas de mundos coloniais. Existe entre eles uma lenda de que a Terra foi raptada por um poder estranho, porém a simples menção dessa suspeita é motivo para uma ação punitiva por parte dos cairanenses, que tentam a todo custo evitar a discórdia e a disseminação de “falsos mitos” pela galáxia. Como a Ras Tschubai começa a ser perseguida implacavelmente pelos cairanenses, Perry Rhodan suspeita que eles estejam encobrindo toda a verdade por algum motivo desconhecido. Atlan assume o comando da Ras Tschubai e Rhodan parte com uma nave auxiliar em busca de Reginald Bell, que aparentemente liderava a Humanidade a partir de uma base secreta localizada no centro da galáxia. Tanto Rhodan como Atlan desejam obter mais informações sobre os “séculos perdidos” para tentar entender melhor o que aconteceu na Via Láctea durante sua longa ausência.

É possível perceber que o ciclo “O Mito” (episódios 3000 a 3099) terá uma estrutura semelhante à do ciclo “Os Cantaros” (episódios 1400 a 1499), no qual Perry Rhodan retornou à Via Láctea e descobriu que vários séculos haviam se passado… Como o ciclo dos cantaros é considerado um dos melhores de toda a série, a expectativa dos fãs é que o ciclo “O Mito” tenha uma qualidade semelhante.

800px-PR3000

A capa completa do episódio 3000 (com Perry Rhodan, a cientista Sichu Dorksteiger, um cairanense e a nave portadora Ras Tschubai)

Para divulgar a publicação do episódio 3000, a editora VPM fez uma grande campanha publicitária e concedeu várias entrevistas para jornais, rádios e canais de televisão alemães, austríacos e suíços. Porém um dos melhores artigos sobre este marco da série foi escrito por um brasileiro, o escritor e fã de ficção científica Roberto de Sousa Causo. O artigo do Roberto está disponível no seguinte endereço:

www.universogalaxis.com.br/perry-rhodan-3000

O lançamento do ciclo “Os Tolkandenses” pela SSPG

30 de janeiro de 2019

Em 5 de janeiro de 2019 a editora SSPG publicou “Tempo Acelerado”, o episódio 1800 da série “Perry Rhodan”. Esta história dá início ao ciclo “Os Tolkandenses”, que é o primeiro dos seis ciclos que compõem o grande ciclo “Thoregon”, que se estende até o episódio 2199. Este grande ciclo é composto pelos seguintes ciclos individuais:

– 27º ciclo: “Os Tolkandenses” (episódios 1800 a 1875)
– 28º ciclo: “Os Baluartes Heliotianos” (episódios 1876 a 1899)
– 29º ciclo: “O Sexto Enviado” (episódios 1900 a 1949)
– 30º ciclo: “Matéria” (episódios 1950 a 1999)
– 31º ciclo: “A Residência Solar” (episódios 2000 a 2099)
– 32º ciclo: “O Império Tradom” (episódios 2100 a 2199)

Os ciclos 27 a 30 são praticamente uma história contínua, cuja trama se passa entre os anos 1288 e 1291 do Novo Calendário Galático. Já os ciclos 31 e 32 contêm tramas um pouco mais autocontidas, situadas entre os anos 1303 e 1312 do Novo Calendário Galático. Porém o fio condutor de todos eles é a tentativa de seis superinteligências de criar a Coalizão de Thoregon, que pretendia ser um contraponto à luta eterna entre cosmocratas e caotarcas pelo controle da evolução do universo.

Para promover o lançamento de “Tempo Acelerado”, a editora SSPG divulgou o seguinte texto de apresentação do episódio:

Após quase dez anos longe da Via Láctea, Perry Rhodan retorna de uma expedição que o levou a uma distante região do Universo. Apesar do sucesso da missão, ele é recebido com frieza na Terra e percebe um retrocesso no clima político da Galáxia. Além disso, um evento enigmático e perigoso se desencadeia bem no interior do Sistema Solar: um misterioso campo temporal envolve Trokan, o planeta que substituiu Marte, e desencadeia um incrível processo evolutivo no novo mundo vizinho da Terra…

pr1800-digital-capa-400x400

Capa do episódio 1800, “Tempo Acelerado”, que contém uma homenagem a Johnny Bruck, o artista que desenhou todas as capas da série até o episódio 1799 e que faleceu em 1995, alguns meses antes do lançamento deste episódio

Com este lançamento a SSPG passa a ter três frentes de publicação ativas da série, todas no formato digital:

– Ciclo “Os Tolkandenses”: um episódio por mês. Episódio mais recente: 1800 (“Tempo Acelerado”).
– Ciclo “Os Castelos Cósmicos”: quatro episódios por mês. Episódio mais recente: 969 (“O Falso Cavaleiro”).
– Ciclo “Os Antigos Mutantes”: dois episódios por mês. Episódio mais recente: 587 (“A Frota dos Salvadores”).

Todos os episódios da série já publicados pela editora SSPG podem ser adquiridos através do site oficial da edição brasileira de “Perry Rhodan” (www.perry-rhodan.net.br).

A conclusão da republicação digital dos volumes impressos da SSPG

29 de dezembro de 2018

Entre junho de 2001 e janeiro de 2007 a editora SSPG publicou 99 volumes duplos da série “Perry Rhodan”, referentes aos episódios 650 a 847. Logo em seguida a série teve que ser interrompida devido às baixas vendas, só voltando a ser publicada novamente em julho de 2014, quando a editora passou a lançar apenas volumes digitais. Além de lançar histórias inéditas, ela também começou a relançar digitalmente os episódios 650 a 847, que estavam disponíveis até então apenas na forma impressa.

Em 5 de dezembro de 2018 a SSPG finalmente concluiu a republicação digital de todas as histórias lançadas por ela entre 2001 e 2007. Dessa forma a frente de publicação relacionada aos episódios 650 a 847 passa a estar permanentemente disponível aos fãs da série, já que vários dos volumes duplos impressos estão esgotados nos estoques da editora.

Desde o início da fase digital da SSPG, iniciada em julho de 2014, a editora já publicou 365 “e-books” da série, como especificado a seguir:

– 537 a 585 (49 episódios – esta frente de publicação, que lança dois episódios por mês, terminará no episódio 649, que deverá ser publicado no final de 2021)
– 650 a 847 (198 episódios – esta frente de publicação terminou em 5 de dezembro de 2018)
– 848 a 965 (118 episódios – esta frente de publicação, que lança quatro episódios por mês, é contínua, sem prazo para terminar)

No site oficial da edição brasileira da série (www.perry-rhodan.net.br) é possível adquirir tanto a edição impressa publicada pela SSPG entre 2001 e 2007 (episódios 650 a 847) como a nova edição eletrônica, que começou a ser publicada em 2014. Mensalmente são lançados seis “e-books” inéditos, em duas frentes de publicação (a partir dos episódios 537 e 848).

As primeiras informações sobre o episódio 3000 de PR

30 de novembro de 2018

Em 15 de fevereiro de 2019 será publicado na Alemanha o esperado episódio 3000 da série “Perry Rhodan”. Até o momento a editora VPM divulgou poucas informações sobre este histórico volume de jubileu, que contudo já permitem que os fãs comecem a fazer algumas especulações sobre os rumos futuros da série.

O episódio 3000 se chamará “Mito Terra” e dará início ao ciclo “O Mito”, que abrangerá os episódios 3000 a 3099. Aparentemente haverá um grande salto de tempo entre os episódios 2999 e 3000, e toda a trama do ciclo será inteiramente nova, sem nenhuma ligação com os ciclos mais recentes da série. O episódio, que foi escrito pelos dois coordenadores-gerais atuais da série, Wim Vandemaan e Christian Montillon, descreve um futuro distante no qual Perry Rhodan, a bordo de sua nave Ras Tschubai, “contempla um mundo que se tornou desconhecido para ele”. Segundo os autores, tanto este episódio como todo o ciclo “terão ligação com um antigo mito da série”. Várias histórias do novo ciclo se passarão na Via Láctea, porém os personagens principais da série também irão para galáxias distantes e se encontrarão com novas raças.

Para celebrar o lançamento do episódio 3000, em 9 de fevereiro de 2019 ocorrerá uma pequena convenção oficial da série na cidade de Munique. Nesta ocasião os autores Wim Wandemaan e Christian Montillon apresentarão oficialmente a história e lerão trechos da mesma para os presentes. Eles também farão a apresentação oficial do ciclo “O Mito”. Outros autores da série também são esperados para o evento, entre eles Kai Hirdt, Susan Schwartz, Rüdiger Schäfer, Rainer Schorm e Robert Corvus. No evento também serão apresentados vários novos projetos ligados à série “Perry Rhodan”, como a minissérie “Missão SOL”. Os ingressos para a miniconvenção, que terá uma capacidade máxima de apenas 300 pessoas, esgotaram-se rapidamente logo após o início das vendas, que ocorreram no final de outubro de 2018.

Como os episódios 1000 e 2000 foram extremamente marcantes, a expectativa dos fãs pelo episódio 3000 não poderia ser maior. Aqui está um rápido resumo da história de cada um deles:

– Episódio 1000, “O Terrano” (publicado em 1980): Este episódio mostrou o plano de longa duração dos cosmocratas que resultou na busca de “Aquilo” pelos dois “escolhidos” que o ajudariam a estabilizar sua esfera de poder no futuro: Perry Rhodan e Atlan. Esta história também conseguiu unir toda a cosmologia da série à figura de Perry Rhodan e da Humanidade.

– Episódio 2000, “Aquilo” (publicado em 1999): Este episódio revelou a história de milhões de anos da superinteligência “Aquilo” e mostrou o início da conquista da Via Láctea pelo Império de Cristal dos arcônidas, liderado pelo Imperador Bostich I.

– Episódio 3000, “Mito Terra” (a ser publicado em 2019): O que Perry Rhodan encontrará ao regressar à Terra?

O novo lançamento da “Edição de Fãs” de PR

31 de outubro de 2018

Em 1998 a redação da série “Perry Rhodan” iniciou na Alemanha o projeto da “Edição de Fãs”, uma coleção de histórias independentes escritas e ilustradas pelos próprios fãs da série. O objetivo da redação era descobrir novos talentos literários e artísticos que poderiam futuramente entrar para a equipe de autores e capistas da série “Perry Rhodan”. Nesses vinte anos foram publicados vinte volumes, sendo que o mais recente deles, publicado em outubro de 2018, teve como co-autor Gerhard Huber, fã que tive o prazer de conhecer em minha recente viagem à Alemanha. Os números 15 e 18 da coleção foram escritos pela fã e editora Christina Hacker, que também conheci pessoalmente na mesma viagem. Os volumes da “Edição de Fãs” lançados até agora são os seguintes:

1) “Os Mercenários Galáticos”, de Roland Triankowski. Capa: Stefan Lechner (1999)
2) “Queda no Vazio”, de Rainer Hanczuk. Capa: Andreas Adamus (2000)
3) “O Teste de Delos”, de Wendelin Abt. Capa: Alexander Braccu (2000)
4) “O Conflito Normon”, de Alexander Kaiser. Capa: Stefan Lechner (2000)
5) “A Luta pela Coroa”, de Anja Merrit. Capa: Robert Kopp (2001)
6) “Com os Olhos do Assassino”, de Michael Marcus Thurner. Capa: Michael Wittmann (2001)
7) “As Crônicas de Christiania”, de Roland Triankowski. Capa: Stefan Lechner (2002)
8) “O Ta Ra El”, de Jörg Isenberg. Capa: Kristel Regina Sitz (2008)
9) “O Anel das Baleias Estelares”, de Jörg Isenberg. Capa: Frank Grenda (2004)
10) “Crime em Império Alfa”, de Joachim Stahl. Capa: Franz Miklis (2004)
11) “Épocas”, de Judith Fandrich. Capa: Crossvalley Smith (2010)
12) “Opus Erawan”, de Gerry Haynaly. Capa: Gerry Haynaly (2012)
13) “Contagem Regressiva Para Lepso”, de Jörg Isenberg. Capa: Lothar Bauer (2013)
14) “Meu Amigo Perry”, de Ben Calvin Hary. Capa: Lothar Bauer (2014)
15) “A Telepata”, de Christina Hacker. Capa: Christina Hacker (2014)
16) “O Caminho da Provação”, de Angelika Rützel. Capa: Martin Sickinger (2015)
17) “O Último Pilar”, de Wolfgang Morgenstern. Capa: Crossvalley Smith (2016)
18) “No Abismo da Imortalidade”, de Christina Hacker. Capa: Hans-Jochen Badura (2016)
19) “O Planeta dos Velhos Jardins”, de Judith Fandrich. Capa: Uli Bendick (2017)
20) “A Curandeira de Hangay”, de Michael Tinnefeld e Gerhard Huber. Capa: Uli Bendick (2018)

A coleção é vendida pela Central de Fãs de “Perry Rhodan” (“Perry Rhodan FanZentrale”, ou PRFZ), que é considerada o fã-clube oficial da série “Perry Rhodan” (www.prfz.de). Cada volume custa em média entre quatro euros (para membros do clube) e sete euros (para o público em geral). As capas e sinopses de todos os volumes da “Edição de Fãs” estão disponíveis no seguinte endereço:

www.prfz.de/fan-edition.html

Esta é a sinopse oficial do volume 20, “A Curandeira de Hangay”:

No ano 1384 do Novo Calendário Galático, cerca de quatro décadas após a retirada da Frota Terminal Traitor e a retroversão da negasfera de Hangay, ainda reina o caos e o sofrimento em grande parte da galáxia. A situação política é instável, a infraestrutura ainda não foi completamente reconstruída e o comércio ocorre de forma restrita, pois saqueadores e piratas ameaçam as rotas comerciais. Apesar da regeneração da Rede Psiônica, ainda há alguns enclaves vibrapsiônicos isolados, especialmente no centro da galáxia. Uma kartanense famosa, que é conhecida em toda Hangay como a “Curandeira de Hangay”, assumiu a missão, juntamente com um grupo de médicos, de levar ajuda médica onde ela é mais necessária. O núcleo de Hangay ainda é uma região caótica, onde ninguém se atreve a ir. Esta é a história da viagem da Curandeira e de sua equipe ao centro da galáxia…

pr_fanedition20

Capa do volume 20, “A Curandeira de Hangay”

O novo projeto de leitura da edição alemã de PR

30 de setembro de 2018

Em 11 de agosto de 2018 o fã alemão Mario Staas começou um projeto audacioso: ler toda a série “Perry Rhodan” desde o primeiro episódio, “Missão Stardust”. Dessa forma ele se torna o segundo fã a começar um grande projeto de leitura de toda a série, após a iniciativa pioneira do fã Martin Ingenhoven (www.heftehaufen.blogspot.de), que em menos de dois anos já leu mais de 650 histórias da série.

Nos primeiros 45 dias do projeto ele já leu todo o primeiro ciclo da série, “A Terceira Potência”. Atualmente ele está lendo os romances planetários que têm conexão com este ciclo, além das “aventuras temporais” de Atlan, livros que narram as aventuras do arcônida imortal durante seu exílio forçado de dez mil anos na Terra. Dessa forma ele só pretende ler o episódio 50, que se passa no ano 2040 e no qual Atlan é formalmente introduzido na série “Perry Rhodan”, depois de acompanhar suas aventuras “secretas” no passado da Terra…

Após a leitura de cada episódio Mario posta suas impressões em seu blog (www.gucky661.wixsite.com/website), que se chama “Perry Rhodan Experience”. Porém, assim como Martin Ingenhoven, ele não escreve resenhas das histórias, já que seu interesse principal consiste em relatar os detalhes da experiência de ler toda a série desde o início… Como o blog está em alemão, os fãs brasileiros podem tentar lê-lo com a ajuda de serviços de tradução automática, como o tradutor do Google.

Maiores informações sobre o outro projeto de leitura da série encontram-se disponíveis na seguinte postagem do blog:

www.cesarmaciel.wordpress.com/2017/01/31/o-projeto-de-leitura-da-edicao-alema-de-pr

Relato detalhado da viagem dos editores brasileiros de PR à Alemanha

31 de agosto de 2018

Entre 23 e 29 de julho de 2018 os editores brasileiros da série “Perry Rhodan”, Rodrigo de Lélis (editor-chefe) e César Maciel (editor-assistente), estiveram na Alemanha, onde visitaram a sede da editora VPM e encontraram-se com vários fãs da série. Até o momento vários relatos sobre a viagem já foram publicados na Internet, e a relação completa deles encontra-se disponível na seguinte postagem do blog:

www.cesarmaciel.wordpress.com/2018/07/31/a-viagem-dos-editores-brasileiros-de-pr-a-alemanha

Farei a seguir um relato pessoal dos momentos mais interessantes da viagem, dividindo-o de acordo com as três cidades alemãs que visitamos: Rastatt, Munique e Worms.

 

PARTE I: Rastatt

Na noite de 22 de julho de 2018, domingo, eu, Rodrigo de Lélis e seu filho, Gabriel, embarcamos num voo de Belo Horizonte para São Paulo. Após uma rápida conexão no aeroporto de Guarulhos, pegamos o voo para Frankfurt, que durou exatamente doze horas. No próprio aeroporto de Frankfurt passamos rapidamente pelo controle de imigração e pegamos um trem para Rastatt, numa viagem de quase duas horas. Lá nos hospedamos no hotel Zum Schiff, um pequeno hotel familiar que fica a poucos quarteirões da sede da VPM, a editora alemã que publica a série “Perry Rhodan”. Eu já havia me hospedado neste hotel em minha última viagem à Alemanha, em 2009, e devido à sua localização e ao preço razoável decidimos ficar nele durante todo o período da viagem. À noite passeamos um pouco pelos arredores do hotel, onde pudemos apreciar a beleza do “Residenzschloss Rastatt”, um belíssimo palácio barroco construído no início do século XVIII. Este palácio, que é uma das principais atrações turísticas da região, ficava a apenas cinco minutos de caminhada do hotel.

No outro dia, 24 de julho, fizemos um passeio mais prolongado pela cidade, andando sem pressa pelas suas principais ruas e praças. Também fizemos uma visita guiada pelo palácio, cujos inúmeros salões e aposentos são fascinantes e ainda estão incrivelmente bem preservados.

729px-Schloss-Rastatt-Luftbild_(cropped)_2

Visão aérea do palácio de Rastatt (fonte: Wikipédia)

800px-Rastatter_Schloss_vom_Schlosspark

Visão dos jardins do palácio (fonte: Wikipédia)

Em 25 de julho, quarta-feira, eu e Rodrigo fomos para a sede da editora VPM, onde nos reuniríamos com o editor-chefe Klaus N. Frick e a gerente de licenciamento Sabine Kropp a partir das 10:00. A princípio a reunião duraria duas horas, porém no dia anterior a Sabine havia nos avisado que, devido a um imprevisto, teríamos que finalizar tudo até às 11:00… Dessa forma fizemos a reunião em tempo recorde, apresentando-lhes a situação atual da série “Perry Rhodan” no Brasil e nossos planos futuros para a mesma até 2022 em pouco mais de uma hora. O Rodrigo havia preparado uma apresentação bastante detalhada em seu “tablet”, porém, devido ao tempo exíguo, acabamos nos concentrando apenas nos pontos principais da mesma. O Frick gostou muito da apresentação, e fez muitas anotações e perguntas durante a mesma. Ele se mostrou especialmente interessado nos detalhes da produção dos volumes brasileiros, bem como em algumas peculiaridades do mercado brasileiro de ficção científica. Ele também fez algumas sugestões bastante interessantes sobre os nossos planos de publicação, que estão sendo analisadas atualmente pela equipe editorial da SSPG.

Após o término da apresentação o editor-chefe da edição brasileira e o editor-chefe da edição alemã assinaram um novo contrato entre as editoras SSPG e VPM, o que permitirá a publicação de vários novos ciclos da série “Perry Rhodan” a partir do episódio 1000, bem como de alguns ciclos da série “Atlan”. Dessa forma a SSPG começará duas novas frentes de publicação a partir de 2019, sendo ainda possível a criação de uma terceira frente a partir de 2020. Informações mais detalhadas sobre esses novos lançamentos serão disponibilizadas no site oficial da edição brasileira (www.perry-rhodan.net.br) dentro dos próximos meses.

Após a reunião visitamos rapidamente a sala onde trabalhavam os outros membros da equipe de redação da série que estavam na VPM naquele dia: Bettina Lang, Katrin Weil, Madlen Bihr e Philine-Marie Rühmann. Em seguida fomos convidados pelo Klaus e pela Sabine para almoçar num restaurante italiano próximo da editora, onde pudemos conversar amenidades, em especial algumas curiosidades sobre o Brasil e a Alemanha. Após o almoço eles se despediram e voltaram para a VPM, pois teriam um outro compromisso importante dali a alguns minutos.

De forma geral a reunião foi muito produtiva, e percebemos mais uma vez o quanto é importante o contato pessoal durante um relacionamento de negócios de longo prazo. Apesar de mantermos contato constante com a VPM através da Internet, nada substitui uma reunião real, onde dúvidas podem ser sanadas imediatamente e relações de confiança podem ser solidificadas.

20180725_120145 - 50

Rodrigo de Lélis, Sabine Kropp e Klaus N. Frick durante a assinatura do novo contrato entre as editoras SSPG e VPM

20180725_120342 - 50

Os momentos finais da reunião

20180726_193109 - 50

Gabriel e Rodrigo em frente à VPM

20180726_193738 - 50

Fachada da VPM

Em 26 de julho voltamos a passear pela cidade, que é bastante convidativa para longas caminhadas. Com uma população de 50.000 habitantes e uma arquitetura barroca muito bem preservada, ela é o destino turístico perfeito para quem gosta de calma e tranquilidade.

 

PARTE II: Munique

Em 27 de julho de 2018, sexta-feira, acordamos bem cedo e pegamos um trem para Munique, pois havíamos combinado de passar o dia na cidade com alguns fãs da região. A viagem estava programada para durar quatro horas, porém, devido a alguns problemas técnicos da companhia de trem, só chegamos em Munique cinco horas e meia após o embarque em Rastatt… Na chegada à estação central de Munique nos encontramos com Christina Hacker (a editora-chefe da revista “SOL”), seu marido Wilfried e Ekkehardt Brux, um membro do fã-clube SFCU (Science Fiction Club Universum). Em seguida passamos toda a tarde caminhando pela cidade, que é uma grande metrópole com mais de um milhão de habitantes e uma mistura curiosa de construções históricas (barrocas e medievais) e prédios mais modernos, construídos nas últimas décadas. O motivo para esta discrepância foram as decisões tomadas pelos pilotos dos bombardeiros aliados na Segunda Guerra Mundial, que, desobedecendo ordens diretas, tentaram preservar as construções de maior valor histórico e cultural durante suas missões em território alemão, especialmente nos meses finais da guerra.

Em nossa caminhada conhecemos a região central da cidade, especialmente a praça central, com construções medievais belíssimas, e o Jardim Inglês, uma imensa área verde com extensos lagos e gramados. Como durante todo o mês de julho a Europa foi assolada por uma onda de calor histórica, com temperaturas de até 37 graus, durante o passeio pelo parque ficamos um bom tempo conversando à beira de um rio, onde o calor era bem menos intenso. Como curiosidade, a cidade estava cheia de turistas de todas as partes do mundo, e tanto no parque como em algumas ruas centrais era até difícil caminhar às vezes devido à grande aglomeração de pessoas…

Durante todo o passeio conversamos bastante sobre a série “Perry Rhodan”, já que Christina e Ekkehardt escrevem artigos e resumos regularmente para a revista “SOL” e o fanzine “Exterra”, duas importantes publicações alemãs sobre a série. No final da tarde nos sentamos numa mesa ao ar livre de um restaurante, onde trocamos vários materiais sobre a série. Eu e Rodrigo presenteamos a Christina com vários exemplares da série em português, enquanto a Christina nos passou alguns exemplares da edição mais recente da “SOL”, que contém artigos sobre o histórico editorial de “Perry Rhodan” em diversos países, inclusive o Brasil. Também recebemos de Ekkehardt os livros oficiais de duas edições da Garching Con, uma das mais importantes convenções alemãs sobre a série, que ocorre a cada dois anos. Ficamos positivamente impressionados tanto com a revista, que é interessante e muito bem diagramada, como com os livros, que contêm dezenas de artigos sobre a série. Em seguida, já no início da noite, voltamos para a estação central, onde nos despedimos e embarcamos de volta a Rastatt. Naquele momento estávamos muito cansados, porém extremamente satisfeitos devido ao agradável passeio e aos novos amigos que conhecemos.

20180727_144047 - 50

O início do passeio em Munique. Da esquerda para a direita: Christina, Wilfried, Ekkehardt, Gabriel e Rodrigo

20180727_150043 - 50

Conhecendo a praça central da cidade

20180727_151926 - 50

Pausa para decidir o próximo destino…

20180727_153542 - 50

Em frente à sede do governo da Bavária

20180727_160035 - 50

Conhecendo o Jardim Inglês, o maior parque de Munique

20180727_160743 - 50

O parque estava cheio de pessoas que tentavam fugir do calor extremo do verão europeu

20180727_162432 - 50

Um dos lagos do parque

20180727_171150 - 50

Descansando num restaurante no final da tarde após um dia inteiro de caminhada

 

PARTE III: Worms

Em 28 de julho de 2018, sábado, acordei cedo e peguei o trem para Worms, onde eu me encontraria com alguns membros do fã-clube da cidade de Mannheim. Como o Rodrigo tinha que revisar um dos próximos livros que seriam publicados pela SSPG, ele decidiu ficar no hotel, trabalhando em seu computador. Dessa forma fui sozinho, e após pouco mais de uma hora e meia de viagem cheguei à estação central de Worms, onde me encontrei com o fã Gerhard Huber e sua esposa Andrea. Outro fã da série, chamado Andreas, também me aguardava na estação, e logo em seguida começamos a passear pela cidade, que tem belíssimos monumentos dedicados a Martinho Lutero, que viveu parte de sua vida na região. A cidade também tem inúmeras estátuas que fazem referência a personagens e situações da Canção dos Nibelungos, um poema épico medieval muito conhecido na Alemanha que conta uma história fantástica sobre reis, cavaleiros e dragões que teria se passado na região de Worms há cerca de mil anos. Após algum tempo uma outra fã de “Perry Rhodan” da região, chamada Sabine, juntou-se a nós.

Durante o dia andamos bastante pela cidade, e durante todo o tempo o Gerhard me contou curiosidades históricas sobre cada lugar por onde passávamos: a esquina onde Lutero fez um discurso famoso, a casa onde Ricardo Coração de Leão ficou aprisionado, uma muralha e uma ponte construídas pelo Império Romano, a igreja que estava completando mil anos (ano de construção: 1018), o mais antigo cemitério judeu da Europa… Fiquei impressionado com o cuidado que os alemães têm em preservar sua história, que é incrivelmente rica. E eles se surpreenderam bastante quando eu disse que o Brasil tinha metade da idade da igreja principal da cidade…

No final da tarde nos sentamos num bar à beira do rio Reno, onde ficamos um longo tempo conversando sobre a série “Perry Rhodan” e o Brasil. Eles se surpreenderam com várias informações que lhes passei sobre o histórico da edição em português da série, bem como algumas estatísticas da crise econômica atual do Brasil. É curioso perceber que todos os fãs que encontrei na viagem não conheciam praticamente nada sobre a América do Sul, que para eles é apenas uma região distante e misteriosa… O Andreas ficou especialmente curioso sobre a cultura pop no Brasil, perguntando-me se temos acesso aos mesmos filmes, desenhos e seriados de TV que passam na Europa. Enquanto respondia suas perguntas percebi claramente que o Brasil é muito mais influenciado pela cultura pop norte-americana do que pela europeia… Também entreguei para o Gerhard dois exemplares da série em português, enquanto ele me presenteou com duas obras suas: o episódio 2574 da série “Perry Rhodan”, que contém um conto de sua autoria, e o episódio 346 da série futurista de horror “Maddrax”, co-escrito por ele.

No final da tarde voltamos para a estação central, onde me despedi dos meus novos amigos e embarquei de volta a Rastatt. Apesar do calor intenso, este foi mais um passeio extremamente agradável, e espero poder retornar à cidade futuramente para rever meus novos amigos.

20180728_112834 - 50

Fonte em homenagem à Canção dos Nibelungos

20180728_113508 - 50

Andreas, Gerhard Huber e César Maciel diante de uma maquete da cidade de Worms

20180728_114453 - 50

Monumento em homenagem a Martinho Lutero e seus seguidores

20180728_113915 - 50

Detalhe do monumento, com a estátua de Lutero em primeiro plano

20180728_131624 - 50

Visão frontal da igreja de mil anos

20180728_131635 - 50

Visão lateral da igreja de mil anos

20180728_133756 - 50

Altar principal da igreja de mil anos

20180728_142208 - 50

Andreas, Gerhard, Andrea e Sabine em frente ao mais antigo cemitério judeu da Europa

20180728_143231 - 50

Um pequeno trecho da muralha construída pelo Império Romano

20180728_155631 - 50

Estátua em homenagem à Canção dos Nibelungos

20180728_171214 - 50

Gerhard ao lado de uma ponte construída pelo Império Romano

20180728_172822 - 50

O rio Reno, que atravessa toda a cidade de Worms

 

PARTE FINAL: O retorno ao Brasil

Em 29 de julho de 2018, domingo, após exatamente uma semana de viagem, finalmente saímos do hotel e pegamos um trem para Frankfurt, de onde regressamos ao Brasil. O balanço final da viagem, que começou a ser planejada no início de 2017, foi bastante positivo, pois não só conseguimos atingir todos os nossos objetivos como também fizemos ótimas amizades. Apesar do calor intenso, do alto custo (cerca de dez mil reais por pessoa) e do cansaço inerente à viagem em si (especialmente os longos voos de ida e volta e as várias viagens de trem), chegamos à conclusão de que devemos visitar a Alemanha com mais frequência, talvez a cada três ou quatro anos, no máximo. Somente o contato pessoal com a equipe de redação da série e todos os fãs que tivemos o prazer de conhecer já vale todo o esforço.